Home » Notícias » Barroso mantém condenação de policiais pelo massacre do Carandiru
- Atualizado em 04/08/22 às 11h46

Barroso mantém condenação de policiais pelo massacre do Carandiru

A proposta ainda vai tramitar em outras comissões e, para valer, precisa ser aprovada pelo plenário.

Foto: Reprodução

Redação

Nessa quarta-feira (3), o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve, a condenação de policiais militares de São Paulo pelo massacre de Carandiru, em outubro de 1992. A decisão de Barroso é tomada logo após a Comissão de Segurança Pública da Câmara aprovar a proposta de anistia ampla aos policiais condenados.

A proposta ainda vai tramitar em outras comissões e, para valer, precisa ser aprovada pelo plenário.

A decisão de Barroso desta quarta foi com relação a um recurso em que a defesa buscara reverter a condenação dos policiais. Eles foram condenados em 2013, com penas que variam entre 48 e 624 anos de reclusão. Porém, em 2016 e 2018, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) anulou as condenações. 

Posteriormente, o Ministério Público de São Paulo recorreu ao Superior Tribunal de Justiça, que restabeleceu a condenação, em junho de 2021. Os advogados, então, apresentaram novo recurso, desta vez ao STF, que enfim manteve a condenação do júri. 

No V Notícias, você fica sabendo de tudo! Siga o portal no Google Notícias e receba todos os destaques do dia

Tópicos:
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS