Home » Política » João Roma deve deixar Ministério da Cidadania até dia 1º de Abril
- Atualizado em 23/01/22 às 11h59

João Roma deve deixar Ministério da Cidadania até dia 1º de Abril

Roma vem sendo cotado para ser candidato a governador do Estado nas eleições de outubro, contra ACM Neto (DEM) e Jaques Wagner (PT)

Foto: Reila Maria / Câmara dos Deputados

Redação

Os ministros do governo de Jair Bolsonaro que pretendem ser candidatos em chapas majoritárias nesta eleição precisarão se desincompatibilizar de seus cargos até seis meses antes das próximas eleições, ou seja, até 1º de abril. Isso acontece por causa da legislação eleitoral.

Um desses nomes é o ministro da Cidadania, João Romas (Republicanos). Ele vem sendo cotado para ser candidato a governador do Estado nas eleições de outubro, contra ACM Neto (DEM) e Jaques Wagner (PT).

“Gostaria que eles saíssem somente um dia antes do limite máximo, para não termos qualquer problema. Já começamos a pensar em nomes para substituí-los, e alguns estão mais que certos. A maioria será por escolha interna, até mesmo porque seria um mandato-tampão até o fim do ano”, disse o presidente sobre a saída dos ministros.

Bolsonaro estima até 12 ministros que podem ser candidatos ao Governo ou Senado.



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS