Home » Notícias » Planserv: médica antivacina é denunciada por casal de Salvador
- Atualizado em 09/12/21 às 15h24

Planserv: médica antivacina é denunciada por casal de Salvador

O casal informou que além da denúncia, ainda pretende acionar o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb)

Foto: Imagem Ilustrativa

Redação
Uma denúncia foi realizada por um casal morador de Salvador após um atendimento pelo plano de saúde ‘Planserv’ ao filho deles de 6 anos de idade, em uma clínica no Acupe, localizado no bairro de Brotas, em Salvador. As informações são do Metro1.

No relato divulgado, o casal explica que a consulta tinha intuito de gerar um relatório de liberação de atendimento psicológico para o menor. O pai, de 43 anos, contou que o a pediatra, durante a consulta, chegou a afirmar que a vacina conta a Covid-19 seria maléfica a saúde, minimizou a eficácia e ainda usou o termo “coisa de comunista” para designar o ato de imunização, e questionou se os pais do garoto faziam parte do movimento. A profissional de saúde ainda teria admitido que dava as mesmas orientações para todos os pais.

Procurada, a médica suspeita afirmou que comenta sobre “várias coisas” durante as consultas, mas não assumiu nem negou o fato denunciado. Ela ainda se identificou como “pró vida”, sem explicar o que o termo significa.

O casal informou que além da denúncia, ainda pretende acionar o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb).

Leia também:

Cápsula de suicídio assistido é aprovada em ‘análise legal’ na Suíça

Lauro de Freitas: após agredir mãe, homem é detido por população em posto de gasolina; veja



COMENTÁRIOS
RELACIONADAS