Home » Entretenimento » Entretenimento Brasil » Virada Cultural atraiu 3,1 milhões de pessoas em São Paulo
- Atualizado em 31/05/22 às 11h55

Virada Cultural atraiu 3,1 milhões de pessoas em São Paulo

Palco mais movimentado do evento foi o do Vale do Anhangabaú

Foto: Reprodução

Agência Brasil

Depois de dois anos de interrupção devido á pandemia de covid-19 a Virada Cultural 2022 atraiu mais de 3,1 milhões de pessoas, de acordo com dados da prefeitura da capital paulista. Foram mais de 500 atrações artísticas culturais em oito regiões da cidade e palcos espalhados em todas as regiões.

A Virada também contou com programação em centros educacionais unificados (CEUs) de workshop de moda, oficina de tintas naturais, contação de histórias, apresentações musicais, de dança, recital de poesia, oficinas de samba rock, forró universitário e baile da melhor idade.

O palco mais movimentado desta edição foi o do Anhangabaú com shows de artistas como Vitor Kley, Margareth Menezes, Luiza Sonza e Planet Hemp, entre outros.

“Depois de dois anos, o evento, que já é um patrimônio de São Paulo, teve significado especial neste ano, pois deu voz aos talentos da periferia, disse o prefeito Ricardo Nunes.

Segundo a secretária municipal de Cultura, Aline Torres, a descentralização das atrações permitiu dar protagonismo a lugares que muitas vezes não tem. “Esse é o momento do Centro entender a grandeza, a beleza, a força e a produção cultural da periferia. É o momento da periferia ter sua arte diante dos holofotes. Mudamos da varanda do Copan para a varanda de São Miguel Paulista, Itaquera, Freguesia do Ó, Itaquera e de M’Boi Mirim”, ressaltou.

Aline destacou ainda que a acessibilidade esteve presente no evento com diversas atrações contendo intérpretes de em Libras, audiodescrição e espaços reservados para pessoas com deficiência.

“Demos oportunidade ao público de descobrir artistas jovens que estão despontando, como no show da Pitty, que convidou a Jup do Bairro para a apresentação no Butantã. Foi incrível. É a Cultura fazendo o povo ir para as ruas, após dois anos de pandemia, para curtir, cantar, dançar e ocupar seus quintais.

A virada virou com muita alegria e shows que estamparam os sorrisos nos rostos dos paulistanos. Isso é pertencimento!”, concluiu a secretaria.

No V Notícias, você fica sabendo de tudo! Siga o portal no Google Notícias e receba todos os destaques do dia.

Tópicos:
Link:


COMENTÁRIOS
RELACIONADAS